Um domingo por Williamsburg, Brooklyn, Nova York

Por muito tempo Williamsburg foi considerada a parte do Brooklyn, em Nova York, como a região que abrigou os criativos e artistas que foram “expulsos” do SOHO pela gentrificação. O bairro era onde os jovens se reuniam para beber e viver frugalmente em lofts industriais em frangalhos. Mas isto é passado.

Williamsburg deixou para trás seus tempos de bairro em ascensão e agora reúne até condomínios de luxo. O comercio também mudou e os brechós estão dando lugar a lojas que agora reúnem este espirito independente de Williamsburg com um estilo único de lojas: moda high-end, arte, restaurantes, cafés e vida noturna são oferecidos agora em abundancia nesta parte do Brooklyn, que fica do outro lado do East River a partir do Lower East Side de Manhattan. Fácil chegar pela linha L do metrô, descendo na Bedford Ave. Dando um giro por ela, entre as ruas 6 a 11, e entre a Bedford Ave. e Kent, você vai encontrar lojas, restaurantes e bares discretos e quase nenhuma marca das que esta acostumado a ver em Manhattan. Por isto a indicação de alguns endereços imperdíveis.

Williamsburg, pertinho de Manhattan

Williamsburg, pertinho de Manhattan

O cheirinho amadeirado invade a calçada e convida a visitar a Bird, terceira loja da pequena rede de Jennifer Mankins no Brooklyn, aberta num espaço industrial renovado em Williamsburg, que já abrigou a loja pop-up da marca anteriormente. As meninas de bom gosto, incluindo Alexa Chung – que passeava por lá no domingo -, amam o clima ensolarado, feminino e arejado da loja, com araras e prateleiras repletas de marcas como Etoile, ACNE, 3.1 Phillip Lim, Alexander Wang, Thakoon, Ligne 6 Martin Margiela, Raquele Alegra, e muitas outras marcas high-end. As prateleiras centrais trazem joias e outros produtos que ajudam a dar o clima da loja, como cartões tipográficos e velas da Red Hook. Quem quer saber o que se passa no design de ponta na linha de acessórios, tem que passar por lá. Muitos dos produtos têm uma inclinação eco-consciente, e até mesmo o espaço foi renovado usando materiais de construção ecológicos.
Bird – 203 Grand St., Brooklyn, NY

A Bird tem o estilo industrial do Brooklin e traz o melhor do design high-end

A Bird tem o estilo industrial do Brooklin e traz o melhor do design high-end

Mas não será andando pela rua que vai encontrar a loja de Mary Meyer. Num prédio que abriga 60 designers, Mary instalou sua boutique no subsolo. Ao invés de abrir uma pequena loja para vender exclusivamente suas peças, ela criou um espaço onde pode incorporar algumas de suas marcas favoritas, bem como mostrar os talentos de outros designers, além de reunir o que há de melhor do vintage na região. O resultado é uma loja super-acolhedora, bem ao estilo industrial do Brooklyn, com paredes caiadas, tubos expostos e com “araras” feitas de galhos de árvores. O espaço abriga o estúdio aberto de Meyer, uma pequena loja vintage da Bogart & Moore, e uma seção de calçados com marcas como Dolce Vita e Jeffrey Campbell, resultado de uma colaboração entre Meyer e o Williamsburg’s Shoe Market. Há também uma grande variedade de lenços, bolsas e totes, ao lado de acessórios de outras marcas, como os óculos de sol tingidos à mão da Costalot.
Mary Meyer: 56 Bogart St., Brooklyn, NY

Na Mary Meyer a visita vale a pena, mesmo que for só para encher os olhos com as variedades

Na Mary Meyer a visita vale a pena, mesmo que for só para encher os olhos com as variedades

Saindo da área da movimentada Bedford Avenue, encontramos a Shoe Market. Lá não encontramos bicos-finos ou saltos altos, mas uma seleção de sapatos confortáveis que viajam pelas tendências dos sapatos da década de 1950 até a década de 1980. Os proprietários se orgulham de oferecer estilos que são tão funcionais quanto confortáveis. Os mais vendidos incluem botas clássicas Frye e tamancos Sven.
Shoe Market: 160 N. 6th St., Brooklyn, NY

Ainda falando de sapatos, vale uma visita à DNA Footwear, que oferece produtos tanto para o publico feminino, quanto para o masculino. A variedade é enorme, incluindo marcas como: Bed|Stu, Frye, Dolce Vita e TOMS.
DNA Footwear: 133 N. 7th St., Brooklyn, NY

A DNA Footwear tem uma super coleção para o publico masculino, além do feminino para todas as ocasiões.

A DNA Footwear tem uma super coleção para o publico masculino, além do feminino para todas as ocasiões

E estando em Williamsburg, mas querendo sentir um cheirinho de Brasil, é só visitar a Joynery, loja da brasileira Ângela Silva, que mistura um pouco de vintage, itens de decoração, moda, joias e acessórios. Um verdadeiro gabinete de curiosidades ainda mostra achados étnicos e marcas raras, tudo valorizado pelo decor de casa de campo minimalista e elegante. Todos os produtos tem uma etiqueta contando sua historia. Pode ser uma calça de chambray de Choctaw Ridge, casacos de uma cooperativa em Ghana ou colchas feitas em tear manual brasileiras. O publico masculino não foi esquecido: há lindas carteiras de Barrett Alley para eles.
Joynery: 263 S 1st St., Brooklyn, NY

A Joynery, da brasileira Angela Silva tem um pouco do aconchego do Brasil em Nova York

A Joynery, da brasileira Angela Silva tem um pouco do aconchego do Brasil em Nova York

Para aquela parada para as comidinhas, um clássico destino gastronômico de Williamsburg é o Reynards, no Hotel Wythe. Aberto por Andrew Tarlow, do império Diner/Marlow, o restaurante é famoso pelas trutas grelhadas e pelo pato. O ambiente é agradabilíssimo e vale aproveitar a área do courtyard.
Reynards: 80 Wythe Ave. Tel. 718 4608000

Delicias do Reynards

Delicias do Reynards

Também num hotel, mas agora no Delmano, esta o bar de ostras mais badalado da happy hour em Williamsburg, o Maison Première. Tem uma vibe de New Orleans e a partir das 16 horas serve ostras até as 19 horas: são 30 variedades. Para beber oferece uma seleção de 27 Absinthos (experimente o branco, para começar devagar!). Um jardim romântico complementa a pátina das paredes e os móveis vintage.
Maison Première: 298 Bedford Ave.

O animado Oyster Bar do Maison Première sempre cheio na Happy Hour

O animado Oyster Bar do Maison Première sempre cheio na Happy Hour

Um pouquinho fora de Williamsburg, os fashionistas que pesquisam moda e sempre querem um restaurante eleito pelo publico como o ponto de encontro durante a semana de moda, vale visitar o Roberta’s. O restaurante, inclusive serve as comidinhas nas festas dos principais desfiles, assim como nos eventos do museu Guggenheim. Mas para saborear as delicias do chef Carlo Mirarchi é preciso fazer reserva, porque os lugares são disputadíssimos: a área gourmet do restaurante só tem 12 assentos. Mas dá pra passar por lá para comer a maravilhosa pizza no forno a lenha, servida numa mesa comum, o que facilita a interação do publico.
Roberta’s: 261 Moore St. Bushwick. Tel. 718 4171118

Vale passar um domingo, ou mesmo um sábado, principalmente quando o tempo está bom. Muita musica e gente descolada nas ruas.

As ruas de Williamsburg ficam lotadas nos finais de semana

As ruas de Williamsburg ficam lotadas nos finais de semana